Prepare-se para a obrigatoriedade do Bloco K

Estoque obrigatoriedade

 

O Sistema Público de Escrituração Digital (SPED) é dividido em diversas partes integrantes denominados blocos. Os blocos são unidades de registros da documentação de uma empresa com características distintas, cuja obrigatoriedade de escrituração dos documentos fiscais está vinculada à classificação empresarial que determina o tipo de estabelecimento.

O Bloco K é a unidade de registro do SPED que documenta as informações de controle de produção e estoque de empresas e deverá ser escriturada por estabelecimentos industriais e estabelecimentos atacadistas.

A escrituração do Bloco K se tornará obrigatório para todas as empresas que se enquadram nas condições de indústria (ou equiparado à indústria pela legislação federal) ou atacadista. Indústrias de Bebidas e fabricantes de produtos de fumo já são obrigadas a escriturar mensalmente o Livro de Registro de Controle da Produção e do Estoque desde 1º de dezembro de 2016.

As demais empresas que deverão realizar a escrituração do Bloco K terão os prazos de obrigatoriedade escalonados de acordo com as seguintes particularidades:

a) Indústrias com faturamento anual igual ou superior a R$300.000.000,00 (trezentos milhões de reais), de acordo com o CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas) são obrigados a realizar a escrituração do Bloco K desde o dia 1 de janeiro de 2017;

b) Indústrias com faturamento anual igual ou superior a R$78.000.000,00 (trezentos milhões de reais) serão obrigados a realizar a escrituração do Bloco K a partir do dia 1 de janeiro de 2018.

c) Todos os demais estabelecimentos industriais, estabelecimentos atacadistas e estabelecimentos equiparados com indústria serão obrigados a realizar a escrituração do Bloco K do SPED a partir do dia 1 de janeiro de 2019.

 

As empresas que futuramente serão obrigadas a realizar a escrituração do Bloco K do SPED deverão buscar orientação de suas respectivas assessorias contábeis, além de sistemas de gestão capazes de realizar a escrituração do Bloco K por vias digitais.

O diretor de negócios do sistema Open Manager Ristone Soares alerta sobre a importância de contar com um sistema gerencial que realize a escrituração do SPED de forma sistematizada e dinâmica. “A escrituração dos livros de registro de controle de produção e estoque do SPED por meio digital gera mais segurança na apuração dos dados fiscais e contábeis da empresa, sem falar no dinamismo e praticidade. O sistema Open Manager está pronto para atender as empresas que estão ou estarão obrigadas a realizar a escrituração do Bloco K de forma prática, proporcionando uma integração com a contabilidade e suporte técnico disponível para auxiliar os usuários do sistema”.